MP no Rádio

15/12/2020

Programa trata de nova lei de maus-tratos a animais

MP no Rádio

Nesta edição, por conta da campanha “Dezembro Verde”, voltada a fomentar em todo o país o debate a respeito do tratamento digno aos animais, o MP no Rádio trata da recente Lei 1.095/2019, que prevê penas mais graves para casos de maus-tratos a cães e gatos. A convidada do programa é a promotora de Justiça Juliana Mistue Botomé, do Ministério Público do Paraná, que durante a conversa fala desse novo dispositivo legal, explica o que pode configurar maus-tratos – não apenas a animais domésticos, mas também aos de corte ou de uso laboratorial – e aponta como noticiar esse tipo de violência.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), existem no Brasil cerca de 29 milhões de domicílios com cães e 11 milhões com gatos – isso somente para citar os animais de estimação mais comuns.

Entrevista em bloco único

Entrevista em partes: bloco um

Entrevista em partes: bloco dois

Corrupção – Na semana passada, o programa tratou do crime de corrupção e de como o Ministério Público atua no combate a essa prática. A entrevistada foi a promotora de Justiça Leandra Flores, responsável pelo Núcleo de Guarapuava do Grupo Especializado na Proteção ao Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa, o Gepatria, unidade do MPPR. Confira aqui.

Podcasts – Os programas de rádio também são disponibilizados nas plataformas Spotify, Apple e Google Podcasts. Clique aqui e acesse.

Gratuito – O MP no Rádio é uma produção do Ministério Público do Paraná, realizado pela Assessoria de Comunicação do MPPR com apoio da Fundação Escola do Ministério Público do Paraná (Fempar). As entrevistas podem ser baixadas gratuitamente, por qualquer rádio interessada. O programa também pode ser editado, desde que mantido no contexto e devidamente creditado.

Contato – Para envio de sugestões (inclusive de temas de pauta), críticas e comentários sobre os programas, os contato são o e-mail mpnoradio@mppr.mp.br e os telefones (41) 3250-4469 e (41) 3250-4249.

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem