Improbidade Administrativa

23/11/2021

Justiça acata pedido do MPPR e determina bloqueio de R$ 358 mil em bens de ex-delegado de Goioerê acionado por deixar de prender um amigo

Expresso MP

     

     

O Juízo da Vara da Fazenda Pública de Goioerê, no Centro Ocidental do estado, determinou liminarmente a indisponibilidade de bens, no valor de R$ 358.414,44, de um delegado que atuou na cidade. O delegado foi acionado por improbidade administrativa pelo Ministério Público do Paraná, por meio da 1ª Promotoria de Justiça da comarca.

De acordo com o MPPR, em 2020, o delegado teria deixado de prender um homem acusado de diversos crimes – envolvido com a receptação de autopeças – porque tinha antigo vínculo de amizade com ele. As investigações comprovaram que ele se encontrou e trocou mensagens com o homem após a expedição do mandado de prisão. Testemunhos também confirmaram que eles mantinham amizade havia muitos anos.

O deferimento do pedido liminar de indisponibilidade de bens busca garantir o pagamento da multa civil em caso de condenação. Na análise do mérito do processo, o Ministério Público requer a condenação do requerido às sanções previstas na Lei de Improbidade, como a suspensão dos direitos políticos, a perda da função e o pagamento de multa.

Pelo mesmo fato, o delegado também é investigado na esfera criminal por possível crime de prevaricação. O homem que ele deveria ter prendido foi vítima de homicídio em agosto do ano passado.

Processos números: 0003036-39.2021.8.16.0084 (civil) e 0002887-43.2021.8.16.0084 (penal).

Informações para a imprensa
Assessoria de Comunicação
comunicacao@mppr.mp.br
(41) 3250-4264

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem