Criminal

12/05/2022

Gaeco cumpre ordens de busca e apreensão em Foz e São Miguel do Iguaçu em ação que investiga suposto pedido de propina por policial

Expresso MP

     

     

O Ministério Público do Paraná, por meio do Núcleo de Foz do Iguaçu do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), cumpriu nesta quinta-feira, 12 de maio, seis mandados de busca e apreensão nas cidades de Foz do Iguaçu e São Miguel do Iguaçu. A ação contou com apoio da Corregedoria da Polícia Civil e teve como alvos um investigador de polícia e um empresário, que também foi preso em flagrante por estar em posse de uma arma de fogo sem registro.

O Gaeco apura possível pedido de propina pelo agente público a familiares de um preso que se encontrava detido na Penitenciária Estadual de Foz do Iguaçu, em troca de suposta facilitação para a transferência dele para a Delegacia de Polícia de São Miguel do Iguaçu, além de tratamento privilegiado. Os fatos teriam ocorrido em agosto de 2020, época em que o investigador estava lotado na DP.

 

Informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
comunicacao@mppr.mp.br
(41) 3250-4469

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem