Patrimônio Público

23/06/2022

MPPR e Polícia Civil deflagram operação que apura desvios a partir da Associação de Proteção à Maternidade, Infância e Família de Centenário do Sul

Expresso MP

     

     

Em Centenário do Sul, no Norte Central do estado, o Ministério Público do Paraná e a Polícia Civil cumpriram nesta quinta-feira, 23 de junho, 17 mandados de busca e apreensão no âmbito da Operação Hera, que investiga possíveis crimes de peculato, associação/organização criminosa e lavagem de dinheiro envolvendo desvio de recursos da Associação de Proteção à Maternidade, Infância e Família de Centenário do Sul (APMIF). Estima-se o desvio de R$ 3 milhões das contas da entidade. Uma pessoa foi presa em flagrante por posse irregular de munição.

Conforme já apurado, servidores municipais seriam responsáveis por determinar ou autorizar pagamentos pela APMIF a beneficiários indevidos. Voltada a prestar assistência à maternidade e infância, a entidade é custeada integralmente por recursos públicos, notadamente verba municipal. Pelo MPPR, a ação é conduzida pela Promotoria de Justiça da Comarca. Na Polícia Civil, as investigações são realizadas pela Divisão Estadual de Combate à Corrupção.

Afastados dos cargos – As ordens de busca e apreensão abrangem as residências dos investigados – servidores da prefeitura e particulares – e também a sede da APMIF, do Município e da Câmara Municipal e foram deferidas pelo Juízo Criminal de Centenário do Sul. A Justiça também impôs o afastamento temporário das funções de três servidores da prefeitura (incluindo o chefe de Gabinete do prefeito e o secretário municipal de Finanças), de uma servidora do Legislativo Municipal e de quatro funcionários da entidade, além do bloqueio de bens de 11 pessoas e de uma empresa.

 

Informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
comunicacao@mppr.mp.br
(41) 3250-4469

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem